Reformar o ambiente onde se vive é quase um ritual. Não só por todo o cuidado que se deve tomar em relação ao planejamento e na seleção de materiais, como por representar um grande impacto na vida do proprietário. Seja com a intenção de vender, ou para melhorar o conforto do lar, as reformas são investimentos certos para quem sabe planejar. Confira algumas dicas a seguir!

Antes de começar a pensar em reformar, é preciso ter em mente o objetivo a ser alcançado, se a reforma estará sendo realizada para valorizar o imóvel ou para melhorar sua qualidade de vida. Em reformas para quem pretende vender, a dica é focar em poucos gastos, não significando menos qualidade. Já na manutenção do imóvel, é comum dispender mais investimentos com a troca de estrutura antiga, a restauração de pinturas e alguns adicionais, como instalação de uma banheira. Se o valor de mercado do imóvel, somado ao investimento na reforma, for até 20% menor do que o valor que atingirá reformado, encarar a obra é um ótimo negócio. Para quem pretende viver por muitos anos ainda no imóvel, não se prenda tanto aos gastos, pois investimentos no conforto são sempre bem vindos.

Antes de começarem as obras, é importante definir e segmentar a reforma em três partes: O que precisa de mudança total (como encanamentos e estruturas antigas), o que pode ser restaurado(como pintura da parte interna e gesso) e o que realmente deve ser novo (acessórios que valorizam o imóvel), e ter em mente o equilíbrio da base de uma reforma (Custo, qualidade e utilidade). As mudanças não devem ter um custo alto comparado com o valor da construção, pois corre-se o risco de não conseguir recuperar o investimento. A qualidade dos materiais utilizados também é fundamental. É importante pesquisar os preços e verificar a qualidade e procedência, evitando a compra de algo ruim, independente do valor. O serviço deve ser bem feito e a reforma deve ser realizada visando à utilidade.

Quem pretende vender o imóvel após a obra, é importante ressaltar que deve-se optar por mudanças clean e de arquitetura contemporânea, pois a personalização, obras com gostos pessoais, podem não satisfazer o gosto da maioria dos compradores e acabar desvalorizando o imóvel. Além disso, priorize soluções reversíveis, onde há a possibilidade de modificar o ambiente sem muito esforço, como na construção de uma parede de gesso para separar um quarto em dois.

Os ambientes que mais valorizam o imóvel são a cozinha e os banheiros. A cozinha por ser um ambiente que permite confraternização entre as pessoas, demanda amplos espaços, com passagem facilitada, superfícies resistentes, e pisos e revestimentos fáceis de limpar. Os banheiros têm que ter um bom tamanho, um espaço confortável para o vaso sanitário e box. A instalação de banheiras também é um investimento que certamente valorizará o imóvel. No quesito de acabamento, é importante focar na qualidade, resistência e em cores discretas. Pisos e revestimentos cerâmicos são bem recomendados para isso.

Outra forma de valorizar seu imóvel, caso more em um apartamento, é propor reformas no edifício por inteiro, pois muitas vezes uma fachada bem cuidada pode elevar o valor do imóvel, como o contrário pode desvalorizá-lo. Para isso, proponha a modernização da fachada, reforma das áreas comuns, construção de área de lazer (playground ou piscina, por exemplo), manutenções constantes e modernização dos serviços (como troca de fiamentos e de elevadores antigos) e na ampliação do número de vagas.

E então, ficou empolgado para dar aquela valorizada no seu imóvel?
Entre em contato conosco, temos profissionais qualificados e experientes para executar com perfeição a sua reforma!